Jotinhas

Dodge denuncia ao STF relatora da reforma política

Shéridan é acusada de compra de voto, em Pintolândia, em favor de seu ex-marido
Redação JOTA
Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Aa Aa

A Procuradoria Geral da República ofereceu denúncia ao Supremo Tribunal Federal contra a deputada Shéridan (PSDB-RR) por compra de votos. A parlamentar foi relatora da reforma política na Câmara. Essa é a primeira denúncia da gestão Dodge publicizada. (leia a íntegra da denúncia)

De acordo com o MP, Shéridan teria atuado em favor de seu ex-marido José Anchieta Júnior nas eleições de 2010, quando ele disputou a reeleição para o governo de Roraima. Segundo a denúncia no Inquérito nº 3975, Shéridan, teria oferecido vantagens a moradores do bairro de Pintolândia, em Boa Vista, para obter votos em favor do governador.

Na época, além de primeira-dama, a congressista era secretária de Promoção Humana e Desenvolvimento. Eleitores apontam que a parlamentar teria oferecido inscrição em programa social do governo, pagamento de multas de trânsito, entre outras vantagens, para que votassem em Anchieta Júnior.

A denúncia foi feita com base em áudios gravados pelos eleitores e depoimentos. “A denunciada era capaz à época dos fatos, possuía consciência da ilicitude e dela se exigia conduta diversa, encontrando-se caracterizada a autoria e materialidade delitivas”, sustenta Raquel Dodge.

Redação JOTA - De Brasília

Aa Aa
COMENTÁRIOS

Comentários