Jotinhas

JOTA recebe Prêmio Engenho de melhor site de notícias

Conquista reconhece o trabalho coletivo de toda a equipe do JOTA
Aa Aa

O JOTA venceu a 14ª edição do Prêmio Engenho de Comunicação, na última quinta-feira (9), na categoria Melhor Site de Notícias. A conquista reconhece o trabalho coletivo de toda a equipe do JOTA, site criado há três anos por um grupo de jornalistas para divulgar as principais notícias do universo jurídico e político brasileiro.

O jornalista Felipe Seligman, um dos fundadores do JOTA, disse que a premiação reconhece o trabalho realizado diariamente pelo grupo de profissionais do site. “A ideia é usar isso como um incentivo para sermos cada vez melhores e mais relevantes com nosso trabalho”, afirmou.

O jornalista Luiz Orlando Carneiro, que há mais de 20 anos trabalha na cobertura do Supremo Tribunal Federal (STF), representou o JOTA na cerimônia de premiação, realizada na Embaixada de Portugal, em Brasília, ao lado da jornalista Mariana Muniz – que cobre o Superior Tribunal de Justiça (STJ).

“Eu fico muito mais feliz de receber [o prêmio] porque é um trabalho de equipe. Como dizem os jogadores de futebol, é o grupo que está sendo premiado, que já tem quase 30 jornalistas. Estamos fazendo um site que foi bolado e criado por jornalistas e cujo objetivo é ter como público alvo os operadores de Direito – juízes, advogados, estudantes – mas que procura atingir o público em geral”, afirmou Luiz Orlando ao receber o prêmio.

Para Mariana Muniz, a premiação reconhece o trabalho em equipe realizado diariamente pelo JOTA. “Tenho certeza que tem um pouquinho do esforço de cada um nesse sucesso. É muito gratificante ver que um site sobre o Judiciário, por mais específico que possa parecer, consegue atingir e despertar o interesse do público em geral.”

O prêmio Engenho é realizado anualmente pela jornalista Kátia Cubel, sua idealizadora. Na edição de 2017, os indicados foram escolhidos por um grupo de jurados representantes da sociedade civil, entre eles Torquato Jardim, ministro da Justiça e Segurança Pública; Weder de Oliveira, ministro do Tribunal de Contas da União (TCU); Adelmir Santana, presidente da Fecomércio-DF; e Márcio de Freitas, secretário Especial de Comunicação Social da Presidência da República, entre outros.

Além do Jota, foram premiados jornalistas como Eliane Cantanhêde, pela sua coluna no programa Globonews Em Pauta, e Neila Medeiros, do SBT, escolhida melhor apresentadora de TV. A jornalista Camila Bonfim, da TV Globo, foi premiada como jornalista do ano.

Da Redação JOTA - Brasília

Aa Aa
COMENTÁRIOS

Comentários