Às Claras

Transformação das relações governamentais é uma realidade

Parceria busca melhorar a tomada de decisão de agentes públicos e privados
Paulo Nassar
Pixabay
Aa Aa

A controversa relação entre governo e empresas no Brasil ganhou novos contornos com a recente série de escândalos de corrupção no país. Empresas acusam políticos de extorsão, políticos se dizem seduzidos pelo poder econômico do setor privado. Em meio a este embate, o profissional de relações e representações institucionais ganha ainda mais relevância, assim como a exigência por maior transparência e embasamento da atividade.

Neste momento, a aproximação entre instituições e que prezam pela ética em suas relações se torna cada vez mais essencial para o país. O objetivo da parceria da Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (Aberje), com a curadoria de Maria Elisa Curcio (HTAR Advogados), e o projeto Às Claras, do JOTA, é inequívoco: fornecer conteúdo de qualidade, informações técnicas e análises profundas para melhorar a tomada de decisão de agentes públicos e privados, ressaltando a importância da comunicação para o desenvolvimento com integridade.

A transformação das relações governamentais é uma necessidade, como a Aberje vem propondo em sua agenda de relações governamentais junto a seus associados nos últimos anos. Os atores envolvidos nessas relações possuem uma infinidade de dados e estatísticas que, por meio das ferramentas adequadas, podem servir de base para sofisticadas análises, como o JOTA vem desenvolvendo desde sua fundação, em 2014.

As duas instituições, assim, se unem a um esforço contínuo da sociedade brasileira para incentivar novas práticas e novas narrativas para a área, seja por meio da regulamentação, legislação anticorrupção ou por uma exigência de nossa população.

A busca por uma sociedade verdadeiramente democrática exige uma transformação na forma de atuar dos profissionais de relações e representações institucionais, o que já está acontecendo na maioria das empresas que atuam no país. Não se trata de ter a ilusão de que práticas ilícitas desaparecerão por completo em um futuro próximo, mas de oferecer informação qualificada, análises e ferramentas que possam ser subsídios éticos e transparentes para a defesa de interesses no país.

As relações entre sociedade e governo dependem cada vez menos de contatos e relacionamentos privilegiados. O que queremos é valorizar e potencializar processos democráticos, reforçados por narrativas bem construídas e bem fundamentadas, com capacidade de influenciar relacionamentos pautados pela legalidade e legitimidade.

Por isso, o Projeto Às Claras continuará publicando textos e análises de acadêmicos e profissionais do setor, entre outros atores fundamentais para que melhores práticas sejam cada vez mais realidade.

Paulo Nassar - Diretor-presidente da Aberje. Prof. Livre-docente ECA-USP

Os artigos publicados pelo JOTA não refletem necessariamente a opinião do site. Os textos buscam estimular o debate sobre temas importantes para o País, sempre prestigiando a pluralidade de ideias.

Aa Aa
COMENTÁRIOS

Comentários