Jotinhas

Janot e advogado da JBS são vistos juntos em mesa de bar

Pierpaolo Bottini diz que encontro foi casual
Bruno H. de Moura
Aa Aa

Na véspera da decisão que determinou a prisão do dono da JBS Joesley Batista, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e o advogado Pierpaolo Bottini, que defende Batista, se encontraram na noite de ontem em uma distribuidora de bebidas no Lago Sul, bairro nobre de Brasília. O local fica próximo à residência do PGR.

Segundo fontes que estiverem no local, Janot e Bottini teriam ficado em torno de 20 minutos conversando em uma mesa de canto, atrás dos engradados de cerveja. O encontro ocorreu por volta das 20 horas.

Janot é frequentador do local, o que já atraiu a curiosidade de jornalistas. Ao JOTA Pierpaolo afirmou que estaria em São Paulo e não mais respondeu as mensagens da reportagem.

Ao site O Antagonista, o advogado afirmou, em nota, que o encontro foi rápido, motivado pela cordialidade e que não se falou de assuntos jurídicos.

“Na minha última ida a Brasília, este fim de semana, cruzei casualmente com o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, num local público e frequentado da capital. Por uma questão de gentileza, nos cumprimentamos e trocamos algumas palavras, de forma cordial. Não tratamos de qualquer questão outra ou afeita a temas jurídicos. Foi uma demonstração de que as diferenças no campo judicial não devem extrapolar para a ausência de cordialidade no plano das relações pessoais.”

Em nota, a PGR informou “que o procurador-geral da República frequenta o local rotineiramente” e acrescentou que “não foi tratado qualquer assunto de natureza profissional, apenas amenidades que a boa educação e cordialidade prezam entre duas pessoas que se conhecem por atuarem na área jurídica”.

Bruno H. de Moura - Brasília

Aa Aa
COMENTÁRIOS

Comentários