Jazz

O piano de Ethan Iverson fora do Bad Plus

Em novo CD, Iverson lidera trio com Ron Carter e Nasheet Waits
Aa Aa

O pianista Ethan Iverson não é apenas – o que já seria muito – o líder do The Bad Plus, aquele trio com David King (bateria) e Reid Anderson (baixo) que, embora acústico, consegue elevar o volume sônico a níveis similares aos de uma banda roqueira, com uma pegada trepidante na base do backbeat. E, ao mesmo tempo, fazer uma adaptação, quase à la lettre, deA Sagração da Primavera, a obra-prima orquestral de Igor Stravinsky (CD The Rite of Spring, Sony, 2014).

Músico de formação clássica e admirador de virtuoses do teclado como Brad Mehldau e Fred Hersch (de quem foi aluno), Ethan Iverson voltou a se destacar, no fim deste ano que passou, com o lançamento de um valioso álbum no qual lidera umdream trio integrado por sua excelência o baixista Ron Carter, 79 anos, e o baterista Nasheet Waits.

Este mais recente disco do pianista para a etiqueta Criss Cross tem como título uma de suas composições, The Purity of the Turf (4m30), assim nomeada em referência ao próprio selo, que se propõe a dar a todos os artistas oportunidades iguais (“level playing field”), “todo mundo gravando no mesmo estúdio, num único dia”.

E foi nesse turf (campo, gramado) situado no Brooklyn, em 22/2/2016, que os três músicos exibiram, em constante interação, seus notáveis dotes de jazzmen, numa “partida” de quase uma hora de duração, durante a qual interpretaram 12 peças.

Além da faixa-título – de assimetrias harmônico-melódicas monkianas – o pianista Iverson assina a feérica Graduation day(3m35), com o alto grau de ebulição fomentado pela dupla Carter-Waits. O insuperável som encorpado do contrabaixo de Carter destaca-se, sobretudo, nas duas composições de sua lavra que constam da setlistLittle waltz (5m), que fez sucesso em 1981, no álbum Heart & Soul (Timeless), em duo com o pianista Cedar Walton; Einbahnstrasse (5m10), que apareceu no LP Uptown Conversation (Embryo, 1969), o seu segundo como líder.

Já o baterista Nasheet Waits contribui, como autor, com Kush (5m35), um tema – ao contrário do que se podia esperar – concebido e desenvolvido em forma de balada, só ligeiramente esquentado pelo trio na parte final.

Mas neste CD The Purity of the Turf, os jazzófilos mais idosos vão certamente dar preferência à parte do menu dedicada à recriação, pelo excepcional trio Iverson-Carter-Waits, de temas há muito constantes do jazz book. São eles: Song for my father (5m20), o clássico de Horace Silver; Confirmation (6m15), de Charlie Parker, um dos “hinos” do bebop; Along came Betty (5m45),joia do “livro” do saxofonista-compositor Benny Golson; Sent for you yesterday (4m55), de Count Basie-Jimmy Rushing, safra 1938; Strange serenade (4m25), faixa-título de um LP do pianista-compositor Andrew Hill, de 1980; Darn that dream (4m45), standard de Jimmy Van Heusen da década de 1940.

A última faixa do álbum é So hard it hurts (3m20), uma composição melancólica de Anette Peacock em memória do pianista Paul Bley (1932-2016), interpretada, solo, por Ethan Iverson.

(A faixa Confirmation deste CD pode ser ouvida em: http://www.jazzmusicarchives.com/mp3/ethan-iverson/7694)

 

*** Texto publicado originalmente no site do Jornal do Brasil

Luiz Orlando Carneiro - De Brasília

Aa Aa
COMENTÁRIOS

Comentários