ÚLTIMAS

Balanço dos escritórios 2016

Luís Viviani Escritórios ajustaram práticas para enfrentar crise Para Lobo & de Rizzo, mercado de advocacia foi bem-sucedido neste movimento
ldr
Luís Viviani Regras de concessão e privatização são apostas para 2017 Avaliação é de Anderson Trautman Cardoso, sócio do Souto Correa Advogados
img_7750
Luís Viviani Departamentos jurídicos sofreram juniorização em 2016 Para Siqueira Castro, empresas deram foco estritamente financeiro às áreas
siqueiracastro
Luís Viviani Cenário atual requer advogado com múltiplas habilidades Para CEO do TozziniFreire, conhecimento macroeconômico e capacidade analítica são essenciais
fernando
Luís Viviani Em 2017 mais bancas se cindirão de grandes escritórios Avaliação é do BGR Advogados, para quem haverá consequentemente aumento da concorrência
img_46113323342442
Luís Viviani Demanda por arbitragens e recuperações seguirá forte Para PVG Advogados, novas anistias e parcelamentos excepcionais contribuirão para ano complexo
pvg4324
Luís Viviani Mercado jurídico será ainda mais competitivo e segmentado Para Machado Meyer, governos e Receita são insensíveis em relação às empresas que atuam no país
ccosta
Luís Viviani Demarest aposta em crescimento de M&A e tributário Segundo o sócio Paulo Rocha, lei anticorrupção vai continuar a ter destaque em 2017
Crédito fotolia.com/jota
Luís Viviani Pinheiro Neto aposta em mercado de capitais em 2017 Sócio-gestor Alexandre Bertoldi também acredita na valorização da área de project finance
ale
Luís Viviani Crise fez demandas aumentarem, mas reduziu honorários JOTA publica série sobre o balanço dos escritórios em 2016 e as expectativas para o novo ano
viseu-2
Veja Mais
1 de 1