Supra

Supra: Supremo interpretado

Em parceria com o JOTA, grupo de juristas acompanhará o dia a dia do STF
Colunistas
SUPRA-ALTA-HORIZONTAL-MEDIO-AZUL
Crédito Divulgação
Aa Aa

Desde o julgamento da Ação Penal nº 470 (o chamado “Mensalão”), a demanda da opinião pública por análise e informação sobre o que acontece no processo decisório do Supremo Tribunal Federal tem se ampliado continuamente. Essa demanda expressa uma oportunidade ainda pouco explorada. Apesar de importantes iniciativas pontuais e individuais, faculdades de direito e seus professores dificilmente dialogam de maneira sistemática com um público mais amplo – e muito menos em tempo real, enfrentando as pautas da conjuntura.

É para atuar nesse espaço que o projeto Supra: Supremo Interpretado foi criado. Acompanharemos constantemente o STF – suas decisões, suas omissões, o comportamento de seus Ministros no processo decisório e fora dos autos, sua relação com outros poderes e com a sociedade brasileira — semana a semana, sessão a sessão, em análises acessíveis e capazes de alimentar diálogos construtivos na opinião pública, na comunidade profissional e nas salas de aula das faculdades de direito.

O Supra é fruto de uma iniciativa conjunta do JOTA e de um grupo diverso de profissionais do direito e pesquisadores, liderados por professores da FGV Direito Rio e contando com a participação de colaboradores de várias outras instituições de prestígio no debate jurídico nacional. Dentro de variadas expertises e pontos de vista, o projeto congrega analistas comprometidos em atuar, com independência, para fazer encontrar a agenda acadêmica com a velocidade da imprensa e a pauta da conjuntura política nacional.

Nossa perspectiva é a de um constitucionalismo de realidade, no qual ideias sobre o STF sejam empiricamente informadas e permanentemente testadas diante das instituições brasileiras como elas são, em sua complexidade histórica, econômica e politica. Nesse percurso, as análises produzidas no âmbito do Supra pretendem contribuir tanto para o ensino, o pensamento e a prática do direito constitucional brasileiro, quanto para o permanente desenvolvimento de um Supremo Tribunal Federal democrático, transparente, eficiente e independente.

Aa Aa
COMENTÁRIOS

Comentários